***PAZ E BEM!*** SEJAM BEM-VINDOS AO BLOG DO SECRETARIADO BIBLÍCO DE SÃO MIGUEL AÇORES***PRÓXIMAS ATIVIDADES***XX Semana Bíblica Diocesana nos Açores o tema deste ano é "BÍBLIA, O EVANGELHO DA FAMÍLIA" Igreja de N. Sra. de Fátima, Lajedo, Ponta Delgada,24 a 28 de Novembro 2014*** ENTRADA LIVRE


A Sagrada Escritura é o conjunto dos livros escritos por inspiração divina, nos quais Deus se revela a si mesmo e nos dá a conhecer o mistério da sua vontade.

O Antigo Testamento contém a revelação feita por Deus antes da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo ao mundo.

O Novo Testamento contéma revelação feita directamente por Jesus Cristo e transmitida pelos Apóstolos e outros autores sagrados. «A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura estão intimamente unidas» (Dei Verbum 9)


Bíblia Online

Evangelho do Dia

xx

xx

sábado, 15 de Novembro de 2014

33º Domingo do Tempo Comum - Ano A

Livro de Provérbios 31,10-13.19-20.30-31. 
Uma mulher de valor, quem a poderá encontrar? O seu preço é muito superior ao das pérolas. 
O coração do marido nela confia e jamais lhe falta coisa alguma. 
Ela proporciona-lhe o bem e nunca o mal, em todos os dias da sua vida. 
Ela procura lã e linho e trabalha de boa vontade com as suas mãos. 
A sua mão pega na roca e os seus dedos fazem girar o fuso. 
Estende os braços ao infeliz, e abre a mão ao indigente. 
A graça é enganadora e a beleza é vã: a mulher que teme o Senhor, essa será louvada. 
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e que as suas obras a louvem às portas da cidade. 



Livro de Salmos 128(127),1-2.3.4-5. 
Felizes os que obedecem ao Senhor 
e andam nos seus caminhos. 
Comerás do fruto do teu próprio trabalho: 
assim serás feliz e viverás contente.  

Tua esposa será como videira fecunda 
na intimidade do teu lar; 
os teus filhos serão como rebentos de oliveira 
ao redor da tua mesa.  

Assim vai ser abençoado o homem que obedece ao Senhor. 
O Senhor te abençoe do monte Sião! 
Possas contemplar a prosperidade de Jerusalém   
todos os dias da tua vida, 




1ª Carta aos Tessalonicenses 5,1-6. 
Irmãos: Quanto aos tempos e aos momentos, não precisais que vos escreva. 
Com efeito, vós próprios sabeis perfeitamente que o Dia do Senhor chega de noite como um ladrão. 
Quando disserem: «Paz e segurança», então se abaterá repentinamente sobre eles a ruína, como as dores de parto sobre a mulher grávida, e não escaparão a isso. 
Mas vós, irmãos, não estais nas trevas, de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão. 
Na verdade, todos vós sois filhos da luz e filhos do dia. Não somos nem da noite nem das trevas. 
Não durmamos, pois, como os outros, mas vigiemos e sejamos sóbrios. 



Evangelho segundo S. Mateus 25,14-30. 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos a seguinte parábola: «Um homem que, ao partir para fora, chamou os servos e confiou-lhes os seus bens. 
A um deu cinco talentos, a outro dois e a outro um, a cada qual conforme a sua capacidade; e depois partiu. 
Aquele que recebeu cinco talentos negociou com eles e ganhou outros cinco. 
Da mesma forma, aquele que recebeu dois ganhou outros dois. 
Mas aquele que apenas recebeu um foi fazer um buraco na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor. 
Passado muito tempo, voltou o senhor daqueles servos e pediu-lhes contas. 
Aquele que tinha recebido cinco talentos aproximou-se e entregou-lhe outros cinco, dizendo: 'Senhor, confiaste-me cinco talentos; aqui estão outros cinco que eu ganhei.’ 
O senhor disse-lhe: 'Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor.’ 
Veio, em seguida, o que tinha recebido dois talentos: 'Senhor, disse ele, confiaste-me dois talentos; aqui estão outros dois que eu ganhei.’ 
O senhor disse-lhe: 'Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor.’ 
Veio, finalmente, o que tinha recebido um só talento: 'Senhor, disse ele, sempre te conheci como homem duro, que ceifas onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. 
Por isso, com medo, fui esconder o teu talento na terra. Aqui está o que te pertence.’ 
O senhor respondeu-lhe: 'Servo mau e preguiçoso! Sabias que eu ceifo onde não semeei e recolho onde não espalhei. 
Pois bem, devias ter levado o meu dinheiro aos banqueiros e, no meu regresso, teria levantado o meu dinheiro com juros.’ 
Tirai-lhe, pois, o talento, e dai-o ao que tem dez talentos. 
Porque ao que tem será dado e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. 
A esse servo inútil, lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.’» 

domingo, 9 de Novembro de 2014

XXXII Domingo Comum, Festa de N.Sra da Paz em V. Franca do Campo, Domingo, 09 de Novembro 2014



Livro de Ezequiel 47,1-2.8-9.12. 
Naqueles dias, o anjo reconduziu-me à entrada do templo, e eis que saía água da sua parte subterrânea, em direcção ao oriente, porque o templo estava voltado para oriente. A água brotava da parte de baixo do lado direito do templo, a sul do altar.
Fez-me sair pelo pórtico setentrional e contornar o templo por fora, até ao pórtico exterior oriental; vi rebentar a água do lado direito.
Ele disse-me: "Esta água corre para o território oriental, desce para a Arabá e dirige-se para o mar; quando chegar ao mar, as suas águas tornar-se-ão salubres.
Por onde quer que a torrente passar, todo o ser vivo que se move viverá. O peixe será muito abundante, porque aonde quer que esta água chegar, tornar-se-á salubre; e a vida desenvolver-se-á por toda a parte aonde ela chegar.
Ao longo da torrente, nas suas margens, crescerá toda a sorte de árvores frutíferas, cuja folhagem não murchará e cujos frutos nunca cessam: produzirão todos os meses frutos novos, porque esta água vem do Santuário. Os frutos servirão de alimento e as folhas, de remédio."



Livro de Salmos 46(45),2-3.5-6.8-9. 
Deus é o nosso refúgio e a nossa força,
ajuda permanente nos momentos de angústia.
Por isso, não temos medo, mesmo que a terra trema,
mesmo que as montanhas se afundem no mar.

Um rio, com os seus canais, alegra a cidade de Deus,
a mais santa entre as moradas do Altíssimo.
Deus está no meio dela, não pode vacilar;
Deus irá em seu auxílio, ao romper do dia.

O Senhor do universo está connosco!
O Deus de Jacob é a nossa fortaleza!
Vinde e contemplai as obras do Senhor,
as maravilhas que Ele realizou na terra.




1ª Carta aos Coríntios 3,9-11.16-17. 
Irmãos: Vós sois o edifício de Deus.
Segundo a graça de Deus que me foi dada, eu, como sábio arquitecto, assentei o alicerce, mas outro edifica sobre ele. Mas veja cada um como edifica,
pois ninguém pode pôr um alicerce diferente do que já foi posto: Jesus Cristo.
Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Pois o templo de Deus é santo, e esse templo sois vós.



Evangelho segundo S. João 2,13-22. 
Estava próxima a Páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
Encontrou no templo os vendedores de bois, ovelhas e pombas, e os cambistas nos seus postos.
Então, fazendo um chicote de cordas, expulsou-os a todos do templo com as ovelhas e os bois; espalhou as moedas dos cambistas pelo chão e derrubou-lhes as mesas;
e aos que vendiam pombas, disse-lhes: «Tirai isso daqui. Não façais da Casa de meu Pai uma feira.»
Os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devora.
Então os judeus intervieram e perguntaram-lhe: «Que sinal nos dás de poderes fazer isto?»
Declarou-lhes Jesus, em resposta: «Destruí este templo, e em três dias Eu o levantarei!»
Replicaram então os judeus: «Quarenta e seis anos levou este templo a construir, e Tu vais levantá-lo em três dias?»
Ele, porém, falava do templo que é o seu corpo.
Por isso, quando Jesus ressuscitou dos mortos, os seus discípulos recordaram-se de que Ele o tinha dito e creram na Escritura e nas palavras que tinha proferido.

domingo, 2 de Novembro de 2014

Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos, Domingo 02 de Novembro 2014



Livro de Job 19,1.23-27a. 
Job respondeu, dizendo:
Quem me dera que as minhas palavras se escrevessem e se consignassem num livro,
ou gravadas em chumbo com estilete de ferro, ou se esculpissem na pedra para sempre!
Eu sei que o meu redentor vive e prevalecerá, por fim, sobre o pó da terra;
e depois de a minha pele se desprender da carne, na minha própria carne verei a Deus.
Eu mesmo o verei, os meus olhos e não outros o hão-de contemplar! As minhas entranhas consomem-se dentro de mim.



Livro de Salmos 27(26),1.4.7.8.9.13-14. 
O Senhor é minha luz e salvação:
de quem terei medo?
O Senhor é o baluarte da minha vida:

quem me assustará?
Uma só coisa peço ao Senhor e por ela anseio:  
habitar na casa do Senhor todos os dias da minha vida,

Para gozar a suavidade do Senhor
e meditar no seu Templo.
Ouve, Senhor, a voz da minha súplica,

tem compaixão de mim e responde-me.
O meu coração murmura por ti,
os meus olhos te procuram;

é a tua face que eu procuro, Senhor.
Espero contemplar a bondade do Senhor
na terra dos vivos.

Confia no Senhor, sê forte.
Tem coragem e confia no Senhor.
Creio, firmemente, vir a contemplar

a bondade do Senhor na terra dos vivos.
Confia no Senhor, sê forte,
tem coragem e confia no Senhor.




2ª Carta aos Coríntios 4,14-18.5,1. 
Como sabemos, irmãos, Aquele que ressuscitou o Senhor Jesus, também nos há-de ressuscitar com Jesus, e nos fará comparecer diante d'Ele junto de vós.
E tudo isto faço por vós, para que a graça, multiplicando-se na comunidade, faça aumentar a acção de graças, para a glória de Deus.
Por isso, não desfalecemos, e mesmo se, em nós, o homem exterior vai caminhando para a ruína, o homem interior renova-se, dia após dia.
Com efeito, a nossa momentânea e leve tribulação proporciona-nos um peso eterno de glória, além de toda e qualquer medida.
Não olhamos para as coisas visíveis, mas para as invisíveis, porque as visíveis são passageiras, ao passo que as invisíveis são eternas.
Sabemos, com efeito, que, quando a nossa morada terrestre, a nossa tenda, for destruída, temos uma habitação no Céu, obra de Deus, uma casa eterna, não construída por mãos humanas.



Evangelho segundo S. Mateus 11,25-30. 
Naquele tempo, Jesus exclamou: «Eu Te bendigo, ó Pai, Senhor do Céu e da terra, porque escondeste estas verdades aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos.
Sim, ó Pai, porque isso foi do teu agrado.
Tudo me foi entregue por meu Pai; e ninguém conhece o Filho senão o Pai, como ninguém conhece o Pai senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.»
«Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei-de aliviar-vos.
Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para o vosso espírito.
Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.» 

domingo, 26 de Outubro de 2014

30º Domingo do Tempo Comum - Ano A, Domingo 26 de Outubro 2014

Livro de Êxodo 22,20-26. 
Eis o que diz o Senhor: «Não usarás de violência contra o estrangeiro residente nem o oprimirás, porque foste estrangeiro residente na terra do Egipto. 
Não maltratarás nenhuma viúva nem nenhum órfão. 
Se tu o maltratares, e se ele clamar a mim, hei-de ouvir o seu clamor; 
a minha ira inflamar-se-á e matar-vos-ei à espada, e as vossas mulheres ficarão viúvas e os vossos filhos ficarão órfãos. 
Se emprestares dinheiro a alguém do meu povo, ao indigente que está contigo, não serás para ele como um usurário: não lhe imporás juros. 
Se penhorares o manto do teu próximo, devolver-lho-ás até ao pôr-do-sol, 
porque a capa é tudo o que ele tem para cobrir a pele. Com que é que ele se deitaria? E se vier a clamar a mim, ouvi-lo-ei, porque Eu sou misericordioso. 



Livro de Salmos 18(17),2-3a.3bc-4.47.51a-51b. 
Eu te amo, ó Senhor, minha força. 
O Senhor é a minha rocha, fortaleza e protecção; 
o meu Deus é o abrigo em que me refugio, 
o meu escudo, o meu baluarte de defesa. 

Invoquei o Senhor, que é digno de louvor, 
e fui salvo dos meus inimigos. 
Viva o Senhor! Bendito seja o meu protector! 
Glorificado seja o Deus que é a minha salvação! 

O Senhor dá ao seu rei grandes vitórias 
e usa a bondade para com o seu ungido. 



1ª Carta aos Tessalonicenses 1,5c-10. 
Irmãos: Vós sabeis como estivemos entre vós para vosso bem. 
Vós fizestes-vos imitadores nossos e do Senhor, acolhendo a Palavra em plena tribulação, com a alegria do Espírito Santo, 
tendo-vos, assim, tornado um modelo para todos os crentes na Macedónia e na Acaia. 
Na verdade, partindo de vós, a palavra do Senhor não só ecoou na Macedónia e na Acaia, mas por toda a parte se propagou a fama da vossa fé em Deus, de tal modo que não temos necessidade de falar disso. 
De facto, são eles próprios que contam o acolhimento que vós nos fizestes e como vos convertestes dos ídolos a Deus, para servirdes o Deus vivo e verdadeiro 
e para aguardardes do Céu o seu Filho, que Ele ressuscitou de entre os mortos, Jesus, que nos livra da ira que está para vir. 



Evangelho segundo S. Mateus 22,34-40. 
Naquele tempo, os fariseus ouvindo dizer que Jesus reduzira os saduceus ao silêncio, reuniram-se em grupo. 
E um deles, que era legista, perguntou-lhe para o embaraçar: 
«Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?» 
Jesus disse lhe: Amarás ao Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente. 
Este é o maior e o primeiro mandamento. 
O segundo é semelhante: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. 
Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.» 

domingo, 19 de Outubro de 2014

29º Domingo do Tempo Comum - Ano A, 19 de Outubro 2014


Livro de Isaías 45,1.4-6. 
Assim fala o Senhor a Ciro, seu ungido, a quem tomou pela mão direita: «Vou derrubar as nações diante de ti, desatar o cinturão dos reis, abrir-te as portas da cidade, sem que nenhuma te seja fechada.
Por amor do meu servo Jacob e de Israel que escolhi, chamei-te pelo teu nome e dei-te um título, embora não me conhecesses.
Eu sou o SENHOR e não há outro, não existe outro Deus além de mim. Concedo-te a insígnia do poder, embora não me conheças.
Assim saberão, do Oriente ao Ocidente, que não há outro fora de mim. Eu é que sou o SENHOR. Não há outro.



Livro de Salmos 96(95),1.3.4-5.7-8.9-10a.10c. 
Cantai ao Senhor um cântico novo.
Cantai ao Senhor, terra inteira.
Publicai entre as nações a sua glória,  
em todos os povos, as suas maravilhas.

Pois grande é o Senhor e muito digno de louvor
mais temível que todos os deuses
Os deuses dos gentios não passam de ídolos,
foi o Senhor quem fez os céus.

Dai ao Senhor, famílias das nações,  
dai ao Senhor glória e poder,
Dai ao Senhor a glória do seu nome,  
entrai nos seus átrios e fazei-Lhe ofertas.

Adorai o Senhor com vestes sagradas.
Trema diante d'Ele a terra inteira!
Proclamai entre os povos:«O Senhor é rei!»
Deus governa os povos com equidade.




1ª Carta aos Tessalonicenses 1,1-5b. 
Paulo, Silvano e Timóteo à igreja de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo, que está em Tessalónica. A vós, graça e paz.
Damos continuamente graças a Deus por todos vós, recordando-vos sem cessar nas nossas orações;
a vosso respeito, guardamos na memória a actividade da fé, o esforço da caridade e a constância da esperança, que vêm de Nosso Senhor Jesus Cristo, diante de Deus e nosso Pai,
conhecendo bem, irmãos amados de Deus, a vossa eleição,
pois o nosso Evangelho não se apresentou a vós apenas como uma simples palavra, mas também com poder e com muito êxito pela acção do Espírito Santo; vós sabeis como estivemos entre vós para vosso bem.



Evangelho segundo S. Mateus 22,15-21. 
Naquele tempo, os fariseus reuniram-se para combinar como haviam de surpreender Jesus nas suas próprias palavras.
Enviaram-lhe os seus discípulos, acompanhados dos partidários de Herodes, a dizer-lhe: «Mestre, sabemos que és sincero e que ensinas o caminho de Deus segundo a verdade, sem te deixares influenciar por ninguém, pois não olhas à condição das pessoas.
Diz-nos, portanto, o teu parecer: É lícito ou não pagar o imposto a César?»
Mas Jesus, conhecendo-lhes a malícia, retorquiu: «Porque me tentais, hipócritas?
Mostrai-me a moeda do imposto.» Eles apresentaram-lhe um denário.
Perguntou: «De quem é esta imagem e esta inscrição?»
«De César» responderam. Disse-lhes então: «Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.» 

domingo, 12 de Outubro de 2014

28º Domingo do Tempo Comum - Ano A, Domingo 12 de Outubro 2014

Livro de Isaías 25,6-10a.
Sobre este monte, o Senhor do Universo prepara para todos os povos um banquete de manjares suculentos, um banquete de vinhos deliciosos, carnes gordas e saborosas, vinhos velhos e bem tratados.
Neste monte, Ele arrancará o véu de luto que cobre todos os povos, o pano que encobre todas as nações.
Aniquilará a morte para sempre. O Senhor DEUS enxugará as lágrimas de todas as faces, e eliminará o opróbrio que pesa sobre o seu povo, sobre toda a nação. Foi o SENHOR quem o proclamou.
Dir-se-á naquele dia: «Este é o nosso Deus, nele confiámos e Ele nos salva. Este é o SENHOR em quem confiámos. Congratulemo-nos e rejubilemos com a sua salvação.
A mão do SENHOR repousará sobre este monte.» Moab, porém, a rebelde, será pisada no seu próprio terreno, como se pisa a palha na lixeira.



Livro de Salmos 23(22),1-3a.3b-4.5.6.
O Senhor é meu pastor: nada me faltará.
Leva-me a descansar em verdes prados,  
conduz-me às águas refrescantes,  
reconforta a minha alma,

Ele me guia por caminhos rectos, por amor do seu nome.
Ainda que atravesse vales tenebrosos,
de nenhum mal terei medo porque Tu estás comigo.
A tua vara e o teu cajado dão-me confiança.

Preparas a mesa para mim
à vista dos meus inimigos;
ungiste com óleo a minha cabeça;
a minha taça transbordou.

Na verdade, a tua bondade e o teu amor
hão-de acompanhar-me todos os dias da minha vida,
e habitarei na casa do Senhor
para todo o sempre.




Carta aos Filipenses 4,12-14.19-20.
Irmãos: Sei passar por privações, sei viver na abundância. Em toda e qualquer situação, estou preparado para me saciar e passar fome, para viver na abundância e sofrer carências.
De tudo sou capaz naquele que me dá força.
Entretanto, fizestes bem em tomar parte na minha tribulação.
E o meu Deus há-de compensar-vos plenamente em todas as necessidades, segundo a sua riqueza, na glória que se tem em Cristo Jesus.
A Deus nosso Pai, a glória pelos séculos dos séculos! Ámen!



Evangelho segundo S. Mateus 22,1-14.
Naquele tempo, Jesus dirigiu-Se de novo aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos do povo e, falando em parábolas, disse-lhes:
«O Reino do Céu é comparável a um rei que preparou um banquete nupcial para o seu filho.
Mandou os servos chamar os convidados para as bodas, mas eles não quiseram comparecer.
De novo mandou outros servos, ordenando-lhes: 'Dizei aos convidados: O meu banquete está pronto; abateram-se os meus bois e as minhas reses gordas; tudo está preparado. Vinde às bodas.’
Mas eles, sem se importarem, foram um para o seu campo, outro para o seu negócio.
Os restantes, apoderando-se dos servos, maltrataram-nos e mataram-nos.
O rei ficou irado e enviou as suas tropas, que exterminaram aqueles assassinos e incendiaram a sua cidade.
Disse, depois, aos servos: 'O banquete das núpcias está pronto, mas os convidados não eram dignos.
Ide, pois, às saídas dos caminhos e convidai para as bodas todos quantos encontrardes.’
Os servos, saindo pelos caminhos, reuniram todos aqueles que encontraram, maus e bons, e a sala do banquete encheu-se de convidados.
Quando o rei entrou para ver os convidados, viu um homem que não trazia o traje nupcial.
E disse-lhe: 'Amigo, como entraste aqui sem o traje nupcial?’ Mas ele emudeceu.
O rei disse, então, aos servos: 'Amarrai-lhe os pés e as mãos e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes.’
Porque muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos.»

Trabalhos em PowerPoint disponiveis para Download

Trabalhos em PowerPoint disponiveis para Download

.

Obrigado pela sua visita
Volte sempre e
fique com Deus!

"Porque esta PALAVRA está muito perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires" (Deut.30.14)