***PAZ E BEM!*** SEJAM BEM-VINDOS AO BLOG DO SECRETARIADO BIBLÍCO DE SÃO MIGUEL AÇORES***UM FELIZ E SANTO NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO REPLETO DE BENÇÃOS E GRAÇAS DO SENHOR***


A Sagrada Escritura é o conjunto dos livros escritos por inspiração divina, nos quais Deus se revela a si mesmo e nos dá a conhecer o mistério da sua vontade.

O Antigo Testamento contém a revelação feita por Deus antes da vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo ao mundo.

O Novo Testamento contéma revelação feita directamente por Jesus Cristo e transmitida pelos Apóstolos e outros autores sagrados. «A Sagrada Tradição e a Sagrada Escritura estão intimamente unidas» (Dei Verbum 9)


Bíblia Online

Evangelho do Dia

sábado, 24 de janeiro de 2015

3º Domingo do Tempo Comum - Ano B

Livro de Jonas 3,1-5.10. 
A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas nos seguintes termos: 
Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive e apregoa nela a mensagem que Eu te direi. 
Jonas levantou-se e foi a Nínive, conforme a palavra do Senhor. Nínive era uma grande cidade aos olhos de Deus; levava três dias a atravessar. 
Jonas entrou na cidade, caminhou durante um dia e começou a pregar, dizendo: "Daqui a quarenta dias, Nínive será destruída". 
Os habitantes de Nínive acreditaram em Deus, proclamaram um jejum e revestiram-se de saco, desde o maior ao mais pequeno. 
Quando Deus viu as suas obras e como se convertiam do seu mau caminho, desistiu do castigo com que os ameaçara e não o executou. 



Livro de Salmos 25(24),4bc-5ab.6-7bc.8-9. 
Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos, 
ensinai-me as vossas veredas. 
Guiai-me na vossa verdade e ensinai-me, 
porque Vós sois Deus, meu Salvador. 

Lembrai-Vos, Senhor, das vossas misericórdias 
e das vossas graças, que são eternas. 
Lembrai-Vos de mim segundo a vossa clemência, 
por causa da vossa bondade, Senhor. 

O Senhor é bom e reto, 
ensina o caminho aos pecadores. 
Orienta os humildes na justiça 
e dá-lhes a conhecer os seus caminhos. 




1ª Carta aos Coríntios 7,29-31. 
O que tenho a dizer-vos, irmãos, é que o tempo é breve. Doravante, os que têm esposas procedam como se as não tivessem; 
os que choram, como se não chorassem; os que andam alegres, como se não andassem; os que compram, como se não possuíssem; 
os que utilizam este mundo, como se realmente não o utilizassem. De facto, o cenário deste mundo é passageiro. 



Evangelho segundo S. Marcos 1,14-20. 
Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia e começou a proclamar o Evangelho de Deus, dizendo: 
Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho. 
Caminhando junto ao mar da Galileia, viu Simão e seu irmão André, que lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. 
Disse-lhes Jesus: "Vinde comigo e farei de vós pescadores de homens". 
Eles deixaram logo as redes e seguiram Jesus. 
Um pouco mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam no barco a consertar as redes; e chamou-os. 
Eles deixaram logo seu pai Zebedeu no barco com os assalariados e seguiram Jesus. 

sábado, 17 de janeiro de 2015

2º Domingo do Tempo Comum - Ano B

Livro de 1º Samuel 3,3b-10.19.
Naqueles dias, Samuel repousava no templo do Senhor, onde se encontrava a Arca de Deus.
O Senhor chamou Samuel. Ele respondeu: «Eis-me aqui.»
Samuel correu para junto de Eli e disse-lhe: «Aqui estou, pois me chamaste.» Disse-lhe Eli: «Não te chamei, meu filho; volta a deitar-te.»
O Senhor chamou de novo Samuel. Este levantou-se e veio dizer a Eli: «Aqui estou, pois me chamaste.» Eli respondeu: «Não te chamei, meu filho; volta a deitar-te.»
Samuel ainda não conhecia o Senhor, pois até então nunca se lhe tinha manifestado a palavra do Senhor.
Pela terceira vez, o Senhor chamou Samuel, que se levantou e foi ter com Eli: «Aqui estou, pois me chamaste.» Compreendeu Eli que era o Senhor quem chamava o menino e disse a Samuel:
«Vai e volta a deitar-te. Se fores chamado outra vez, responde: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!» Voltou Samuel e deitou-se.
Veio o Senhor, pôs-se junto dele e chamou-o, como das outras vezes: «Samuel! Samuel!» E Samuel respondeu: «Fala, Senhor; o teu servo escuta!»
Samuel ia crescendo, o Senhor estava com ele e cumpria à letra todas as suas predições.



Livro de Salmos 40(39),2.4ab.7-8a.8b-9.10.
Invoquei o Senhor com toda a confiança;
Ele inclinou-se para mim e ouviu o meu clamor.
Ele pôs nos meus lábios um cântico novo,
um hino de louvor ao nosso Deus.

Muitos, ao verem isto, hão-de comover-se,
hão-de pôr a sua confiança no Senhor.
Não quiseste sacrifícios nem oblações,
mas abriste-me os ouvidos para escutar;

não pediste holocaustos nem vítimas.
Então eu disse: «Aqui estou!»
«No Livro da Lei está escrito
aquilo que devo fazer.

Esse é o meu desejo, ó meu Deus;
a tua lei está dentro do meu coração.»
Anunciei a tua justiça na grande assembleia;
Tu bem sabes, Senhor, que não fechei os meus lábios.




1ª Carta aos Coríntios 6,13c-15a.17-20.
Irmãos: O corpo não é para a impureza, mas para o Senhor, e o Senhor é para o corpo.
E Deus, que ressuscitou o Senhor, há-de ressuscitar-nos também a nós, pelo seu poder.
Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? Iria eu, então, tomar os membros de Cristo para fazer deles membros de uma prostituta? Por certo que não!
Mas quem se une ao Senhor, forma com Ele um só espírito.
Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que o homem cometa é exterior ao seu corpo, mas quem se entrega à impureza, peca contra o próprio corpo.
Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, porque o recebestes de Deus, e que vós já não vos pertenceis?
Fostes comprados por um alto preço! Glorificai, pois, a Deus no vosso corpo.



Evangelho segundo S. João 1,35-42.
Naquele tempo, estava João Baptista com dois dos seus discípulos.
Então, pondo o olhar em Jesus, que passava, disse: «Eis o Cordeiro de Deus!»
Ouvindo-o falar desta maneira, os dois discípulos seguiram Jesus.
Jesus voltou-se e, notando que eles o seguiam, perguntou-lhes: «Que pretendeis?» Eles disseram-lhe: «Rabi que quer dizer Mestre onde moras?»
Ele respondeu-lhes: «Vinde e vereis.» Foram, pois, e viram onde morava e ficaram com Ele nesse dia. Eram as quatro da tarde.
André, o irmão de Simão Pedro, era um dos dois que ouviram João e seguiram Jesus.
Encontrou primeiro o seu irmão Simão, e disse-lhe: «Encontrámos o Messias!» que quer dizer Cristo.
E levou-o até Jesus. Fixando nele o olhar, Jesus disse-lhe: «Tu és Simão, o filho de João. Hás-de chamar-te Cefas» que significa Pedra.

domingo, 11 de janeiro de 2015

BAPTISMO DO SENHOR, festa - Ano B



Livro de Isaías 42,1-4.6-7. 
Diz o Senhor: «Eis o meu servo, que Eu amparo, o meu eleito, que Eu preferi. Fiz repousar sobre ele o meu espírito, para que leve às nações a verdadeira justiça.
Ele não gritará, não levantará a voz, não clamará nas ruas.
Não quebrará a cana rachada, não apagará a mecha que ainda fumega. Anunciará com toda a fidelidade a verdadeira justiça.
Não desanimará, nem desfalecerá, até estabelecer na terra o direito, as leis que os povos das ilhas esperam dele.
Eu, o SENHOR, chamei-te por causa da justiça, segurei-te pela mão; formei-te e designei-te como aliança de um povo e luz das nações;
para abrires os olhos aos cegos, para tirares do cárcere os prisioneiros, e da prisão, os que vivem nas trevas.



Livro de Salmos 29(28),1-11. 
Filhos de Deus, prestai ao Senhor,  
prestai ao Senhor glória e honra.
Tributai ao Senhor a glória do seu nome,
adorai o Senhor com ornamentos sagrados.

A voz do Senhor ressoa sobre as nuvens,
o Senhor está sobre a vastidão das águas.
A voz do Senhor é poderosa,
a voz do Senhor é cheia de majestade.

A voz do Senhor quebra os cedros,
o Senhorderruba os cedros do Líbano!
Ele faz saltar o Líbano como um novilho,
e o Sirião, como um bezerro.

A voz do Senhor lança chispas de fogo,
a voz do Senhor abala o deserto,
o Senhorfaz tremer o deserto de Cadés.
No seu santuário todos exclamam: "Glória!"

Para além do dilúvio, está sentado o Senhor,
o Senhor está sentado como rei eterno.
O Senhor dá força ao seu povo;
o Senhor abençoa o seu povo com a paz.




Livro dos Actos dos Apóstolos 10,34-38. 
Naqueles dias, Pedro tomou a palavra e disse: «Reconheço, na verdade, que Deus não faz acepção de pessoas,
mas que, em qualquer povo, quem o teme e põe em prática a justiça, lhe é agradável.
Enviou a sua palavra aos filhos de Israel, anunciando-lhes a Boa-Nova da paz, por Jesus Cristo, Ele que é o Senhor de todos.
Sabeis o que ocorreu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do baptismo que João pregou:
como Deus ungiu com o Espírito Santo e com o poder a Jesus de Nazaré, o qual andou de lugar em lugar, fazendo o bem e curando todos os que eram oprimidos pelo diabo, porque Deus estava com Ele.



Evangelho segundo S. Marcos 1,7-11. 
Naquele tempo, João começou a pregar dizendo: «Depois de mim vai chegar outro que é mais forte do que eu, diante do qual não sou digno de me inclinar para lhe desatar as correias das sandálias.
Eu batizo-vos na água, mas Ele batizar-vos-á no Espírito Santo»
Por aqueles dias, Jesus veio de Nazaré da Galileia e foi baptizado por João no Jordão.
Quando saía da água, viu serem rasgados os céus e o Espírito descer sobre Ele como uma pomba.
E do céu veio uma voz: «Tu és o meu Filho muito amado, em ti pus todo o meu agrado.» 

sábado, 3 de janeiro de 2015

EPIFANIA DO SENHOR, solenidade



Livro de Isaías 60,1-6. 
Levanta-te e resplandece, Jerusalém, porque chegou a tua luz e brilha sobre ti a glória do Senhor.
Vê como a noite cobre a terra e a escuridão os povos. Mas sobre ti levanta-Se o Senhor, e a sua glória te ilumina.
As nações caminharão à tua luz, e os reis ao esplendor da tua aurora.
Olha ao redor e vê: todos se reúnem e vêm ao teu encontro; os teus filhos vão chegar de longe, e as tuas filhas são trazidas nos braços.
Quando o vires ficarás radiante, palpitará e dilatar-se-á o teu coração, pois a ti afluirão os tesouros do mar, a ti virão ter as riquezas das nações.
Invadir-te-á uma multidão de camelos, de dromedários de Madiã e Efá. Virão todos os de Sabá, trazendo ouro e incenso e proclamando as glórias do Senhor.



Livro de Salmos 72(71),2.7-8.10-11.12-13. 
Ó Deus, dai ao rei o poder de julgar
e a vossa justiça ao filho do rei.
Ele governará o vosso povo com justiça
e os vossos pobres com equidade.

Florescerá a justiça nos seus dias
e uma grande paz até ao fim dos tempos.
Ele dominará de um ao outro mar,
do grande rio até aos confins da terra.

Os reis de Társis e das ilhas virão com presentes,
os reis da Arábia e de Sabá trarão suas ofertas.
Prostrar-se-ão diante dele todos os reis,
todos os povos o hão de servir.

Socorrerá o pobre que pede auxílio
e o miserável que não tem amparo.
Terá compaixão dos fracos e dos pobres
e defenderá a vida dos oprimidos.




Carta aos Efésios 3,2-3a.5-6. 
Irmãos: Certamente já ouvistes falar da graça que Deus me confiou a vosso favor:
por uma revelação, foi-me dado a conhecer o mistério de Cristo.
Nas gerações passadas, ele não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como agora foi revelado pelo Espírito Santo aos seus santos apóstolos e profetas:
os gentios recebem a mesma herança que os judeus, pertencem ao mesmo corpo e participam da mesma promessa, em Cristo Jesus, por meio do Evangelho.



Evangelho segundo S. Mateus 2,1-12. 
Tinha Jesus nascido em Belém da Judeia, nos dias do rei Herodes, quando chegaram a Jerusalém uns Magos vindos do Oriente.
Onde está __ perguntaram eles __ o rei dos Judeus que acaba de nascer? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-l'O.
Ao ouvir tal notícia, o rei Herodes ficou perturbado e, com ele, toda a cidade de Jerusalém.
Reuniu todos os príncipes dos sacerdotes e escribas do povo e perguntou-lhes onde devia nascer o Messias.
Eles responderam: "Em Belém da Judeia, porque assim está escrito pelo Profeta:
'Tu, Belém, terra de Judá, não és de modo nenhum a menor entre as principais cidades de Judá, pois de ti sairá um chefe, que será o Pastor de Israel, meu povo'".
Então Herodes mandou chamar secretamente os Magos e pediu-lhes informações precisas sobre o tempo em que lhes tinha aparecido a estrela.
Depois enviou-os a Belém e disse-lhes: "Ide informar-vos cuidadosamente acerca do Menino; e, quando O encontrardes, avisai-me, para que também eu vá adorá-l'O".
Ouvido o rei, puseram-se a caminho. E eis que a estrela que tinham visto no Oriente seguia à sua frente e parou sobre o lugar onde estava o Menino.
Ao ver a estrela, sentiram grande alegria.
Entraram na casa, viram o Menino com Maria, sua Mãe, e, prostrando-se diante d'Ele, adoraram-n'O. Depois, abrindo os seus tesouros, ofereceram-Lhe presentes: ouro, incenso e mirra.
E, avisados em sonhos para não voltarem à presença de Herodes, regressaram à sua terra por outro caminho. 

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

SANTA MÃE DE DEUS, MARIA - Solenidade



Livro de Números 6,22-27. 
O Senhor disse a Moisés:
Fala a Aarão e aos seus filhos e diz-lhes: Assim abençoareis os filhos de Israel, dizendo:
'O Senhor te abençoe e te proteja.
O Senhor faça brilhar sobre ti a sua face e te seja favorável.
O Senhor volte para ti os seus olhos e te conceda a paz'.
Assim invocarão o meu nome sobre os filhos de Israel, e Eu os abençoarei.



Livro de Salmos 67(66),2-3.5.6.8. 
Deus Se compadeça de nós e nos dê a sua bênção,
resplandeça sobre nós a luz do seu rosto.
Na terra se conhecerão os seus caminhos
e entre os povos a sua salvação.

Alegrem-se e exultem as nações,
porque julgais os povos com justiça
e governais as nações sobre a terra.
Os povos Vos louvem, ó Deus,

todos os povos Vos louvem.
Deus nos dê a sua bênção,
e chegue o seu temor aos confins da terra.




Carta aos Gálatas 4,4-7. 
Irmãos: Quando chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho, nascido de uma mulher e sujeito à Lei,
para resgatar os que estavam sujeitos à Lei e nos tornar seus filhos adotivos.
E porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: "Abá! Pai!"
Assim, já não és escravo, mas filho. E, se és filho, também és herdeiro, por graça de Deus.



Evangelho segundo S. Lucas 2,16-21. 
Naquele tempo, os pastores dirigiram-se apressadamente para Belém e encontraram Maria, José e o Menino deitado na manjedoura.
Quando O viram, começaram a contar o que lhes tinham anunciado sobre aquele Menino.
E todos os que ouviam admiravam-se do que os pastores diziam.
Maria conservava todos estes acontecimentos, meditando-os em seu coração.
Os pastores regressaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes tinha sido anunciado.
Quando se completaram os oito dias para o Menino ser circuncidado, deram-Lhe o nome de Jesus, indicado pelo Anjo, antes de ter sido concebido no seio materno. 

sábado, 27 de dezembro de 2014

SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ - Festa - Ano B

Livro de Génesis 15,1-6.21,1-3. 
Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão numa visão: «Nada temas, Abrão! Eu sou o teu escudo, a tua recompensa será muito grande.» 
Abrão respondeu: «Que me dareis, Senhor Deus? Vou-me sem filhos e o herdeiro da minha casa é Eliézer, de Damasco.» 
Acrescentou: «Não me concedeste descendência, e é um escravo, nascido na minha casa, que será o meu herdeiro.» 
Então a palavra do Senhor foi-lhe dirigida, nos seguintes termos: «Não é ele que será o teu herdeiro, mas aquele que sairá das tuas entranhas.» 
E, conduzindo-o para fora, disse-lhe: «Levanta os olhos para o céu e conta as estrelas, se fores capaz de as contar.» E acrescentou: «Pois bem, será assim a tua descendência.» 
Abrão confiou no Senhor, e Ele considerou-lhe isso como mérito. 
O Senhor visitou Sara, como lhe tinha dito, e realizou nela o que prometera. 
Sara concebeu e, na data marcada por Deus, deu um filho a Abraão, quando este já era velho. 
Ao filho que lhe nascera de Sara, deu Abraão o nome de Isaac. 



Livro de Salmos 105(104),1b-2.3-4.5-6.8-9. 
Louvai o Senhor, aclamai o seu nome, 
anunciai entre os povos as suas obras. 
Cantai-lhe hinos e salmos, 
proclamai as suas maravilhas. 

Orgulhai-vos do seu nome santo; 
alegre-se o coração dos que procuram o Senhor. 
Recorrei ao Senhor e ao seu poder 
e buscai sempre a sua face. 

Recordai as maravilhas que Ele fez, 
os seus prodígios e as sentenças da sua boca,
Descendentes de Abraão, seu servo, 
filhos de Jacob, seu eleito. 

Ele recorda sempre a sua aliança, 
a palavra que empenhou para mil gerações, 
o pacto que estabeleceu com Abraão, 
o juramento que fez a Isaac. 




Carta aos Hebreus 11,8.11-12.17-19. 
Irmãos: Pela fé, Abraão, ao ser chamado, obedeceu e partiu para um lugar que havia de receber como herança e partiu sem saber para onde ia. 
Pela fé, também Sara, apesar da sua avançada idade, recebeu a possibilidade de conceber, porque considerou fiel aquele que lho tinha prometido. 
Por isso, de um só homem, e já marcado pela morte, nasceu uma multidão tão numerosa como as estrelas do céu e incontável como a areia da beira-mar. 
Pela fé, Abraão, quando foi posto à prova, ofereceu Isaac, e estava preparado para oferecer o seu único filho, ele que tinha recebido as promessas e 
a quem tinha sido dito: Por meio de Isaac será assegurada a tua descendência. 
De facto, ele pensava que Deus tem até poder para ressuscitar os mortos; por isso, numa espécie de prefiguração, recuperou o seu filho. 



Evangelho segundo S. Lucas 2,22-40. 
Ao chegarem os dias da purificação, segundo a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, para O apresentarem ao Senhor,
como está escrito na Lei do Senhor: «Todo o filho primogénito varão será consagrado ao Senhor», 
e para oferecerem em sacrifício um par de rolas ou duas pombinhas, como se diz na Lei do Senhor. 
Vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão, homem justo e piedoso, que esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava nele. 
O Espírito Santo revelara-lhe que não morreria antes de ver o Messias do Senhor; 
e veio ao templo, movido pelo Espírito. Quando os pais de Jesus trouxeram o Menino, para cumprirem as prescrições da Lei no que lhes dizia respeito, 
Simeão recebeu-O em seus braços e bendisse a Deus, exclamando: 
«Agora, Senhor, segundo a vossa palavra, deixareis ir em paz o vosso servo, 
porque os meus olhos viram a vossa salvação, 
que pusestes ao alcance de todos os povos: 
luz para se revelar às nações e glória de Israel, vosso povo». 
O pai e a mãe do Menino Jesus estavam admirados com o que d’Ele se dizia. 
Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua Mãe: «Este Menino foi estabelecido para que muitos caiam ou se levantem em Israel e para ser sinal de contradição; 
– e uma espada trespassará a tua alma – 
assim se revelarão os pensamentos de todos os corações». 
Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada 
e tinha vivido casada sete anos após o tempo de donzela e viúva até aos oitenta e quatro. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia, com jejuns e orações. 
Estando presente na mesma ocasião, começou também a louvar a Deus e a falar acerca do Menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 
Cumpridas todas as prescrições da Lei do Senhor, voltaram para a Galileia, para a sua cidade de Nazaré. 
Entretanto, o Menino crescia e tornava-Se robusto, enchendo-Se de sabedoria. E a graça de Deus estava com Ele. 

Trabalhos em PowerPoint disponiveis para Download

Trabalhos em PowerPoint disponiveis para Download

.

Obrigado pela sua visita
Volte sempre e
fique com Deus!

"Porque esta PALAVRA está muito perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires" (Deut.30.14)